24/6/08

San Xoán

Acórdome dos contos de medo na noite de San Xoán. De recoller con moita ansia cada cachiño de madeira que atopabamos. E de que unha vez as lapas case queiman os cables da luz.

1 comentario:

São Tomé dijo...

Penso que já o sei explicar: afinal a questom para mim nom é apenas se enfrontar às lembranças espidas e as suas dores inerentes, mas a consciência que deitam encol de tudo o que fica baleiro arredor. Coma as estrelas no céu.
BJ.